Site_Livremente 2022_2.jpg

30 de abril, 11h | Livraria Palavra do Viajante 

«A escrita de viagens - o diário de viagens como ferramenta essencial»

com Ana Rita Tereso (O Mistério Indiano, Edições Verbi Gratia) e Maria Roque Martins (Um Mundo às Escuras, Editorial Divergência) - Viajar é inerente ao ser humano.

Assim como a necessidade de escrita e reflexão da viagem, seja ela física ou psicológica. Ana Rita Tereso (O Mistério Indiano, Edições Verbi Gratia) e Maria Roque Martins (Um Mundo às Escuras, Editorial Divergência) sentam-se para falar do que é a viagem e a escrita de viagens, numa conversa intimista marcada pelas suas experiências passadas e desejos futuros.

Morada: Rua de São Bento 34, Lisboa

 

30 de abril, 16h30 | Restaurante Pão de Canela

 «Descomplicar o YA - o que é o género Young Adult, e porque estamos rodeados por ele?»

com Leonor Ferrão (Amor à Primeira Assinatura, Projecto Foco)  

Nos últimos anos, o Young Adult tem-se espalhado pela literatura, séries e filmes. Desde os clássicos livros de vampiros a Bridgerton, o Young Adult veio para ficar, e não interessa apenas a jovens. Leonor Ferrão é autora de «Amor à Primeira Assinatura» (Projecto Foco), um sucesso de vendas de YA em Portugal, e vai desmistificar o género literário que tomou de assalto as vidas dos leitores.

Morada: Praça das Flores 25 29, 1200-192 Lisboa

 

7 de Maio, 18h | Biblioteca do Palácio Cabral

«Descomplicar o Terror - o Terror infantojuvenil»

com Sandra Henriques (fundadora d'A Fábrica do Terror) e Marta Nazaré - Stephen King, Anne Rice, H. P. Lovecraft, Edgar Allan Poe…

Alguns dos melhores de escritores de Terror lá fora. Mas, e cá dentro, escreve-se Terror? E o Terror é coisa de adultos... ou de crianças também? Sandra Henriques (fundadora d'A Fábrica do Terror) e Marta Nazaré (tradutora) mostrarão o quão rico o género literário é em Portugal. E que existe Terror para todas as idades;

Morada: Largo Dr. António de Sousa Macedo, 7b,1200-153 Lisboa

 

8 de Maio, 11h | Biblioteca do Palácio Cabral

«Descomplicar o Terror - mulheres no Terror português»

com Sandra Henriques (fundadora d'A Fábrica do Terror) e as autoras Liliana Duarte Pereira, Maria Varanda e Patrícia Sá

Em Portugal, o Terror é dominado pelas mulheres. Sandra Henriques (fundadora d'A Fábrica do Terror) e as autoras Liliana Duarte Pereira, Maria Varanda e Patrícia Sá, escrevem sobre sangue, tripas e cinzas, num género dominado pelo sexo oposto. O que terão estas autoras a confessar sobre o Terror?

Morada: Largo Dr. António de Sousa Macedo, 7b, Lisboa

 

8 de Maio, 16h | Espaço Santa Catarina

«Descomplicar o Manga - o que andam os jovens leitores a ler?»

com um representante da Midori Editora, um autor da Midori e Ricardo Lopes (autor de Júpiter, Escorpião Azul)

O Manga tomou de assalto a cultura ocidental: desde séries da Netflix ao crescimento das vendas de Manga em território nacional, é um género literário em explosão. Ricardo Lopes (autor de Júpiter, da Escorpião Azul) em conversa com 1 representante da Midori Editoria e 1 autor da Midori, abordarão o Manga no mundo e em Portugal, a qualidade literária do género e a importância que tem na vida dos jovens.

Morada: Largo Dr. António de Sousa Macedo, 7D,Lisboa

13 de Maio,  18h | Broteria

 «No One Knows» Monografia sobre o trabalho da artista plástica Luísa Jacinto

Com textos de Luísa Especial, Marta Mestre, Miguel Mesquita, João Pinharanda e uma conversa entre Lauren Moya Ford e Luísa Jacinto

As obras que integram a publicação No One Knows foram produzidas entre 2018 e 2021. Houve um conjunto de caminhos experimentais explorados nesse momento, nomeadamente a utilização de diferentes escalas e superfícies – caso das chapas metálicas e dos tecidos leves de grandes dimensões – e uma relação mais estreita com o espaço circundante, entre outros. Comum às várias obras que integram esta publicação é a vontade de aceder a um corpo da pintura, como um salto imersivo.

Morada: Rua de São Pedro de Alcântara 3, 1250-237 Lisboa

 

14 de Maio, 11h | Canelinha

«Quando For Grande Quero Ser Criança» 

Autora: Adélia Carvalho / Ilustração: Sérgio Condeço / Editor: Nuvem de Letras

Era uma vez um menino que não queria ser grande. E, por isso, lançou o aviso: quando crescer, vai continuar a ser criança. Afinal, quem não quer continuar a saltar nas poças, fazer birras, não comer a sopa, esfolar os joelhos, fazer perguntas, jogar à bola, rir à gargalhada, fugir do bicho-papão e dormir na cama dos pais?

Morada: Praça das Flores 38,  Lisboa

 

15 de Maio, 16h | Espaço de Santa Catarina

«O colonialismo na banda desenhada»

com Miguel Santos (Ermal, Escorpião Azul) e Filipe Abranches (Selva!!!, Umbra Edições)

O colonialismo é um importante marco da história portuguesa, e é um período frequentemente retratado em séries, filmes e literatura. Miguel Santos (Ermal, Escorpião Azul) e Filipe Abranches (Selva!!!, Umbra Edições) falarão das expressões que o colonialismo tem na banda desenhada e da experiência de abordar este tema em papel.

Morada: Largo Dr. António de Sousa Macedo, 7D, Lisboa

24 de Maio, 18h | Salão Nobre do Palácio Cabral

Fundação José Saramago

com Sérgio Machado Letria (Director da Fundação José Saramago)

Viagem à vida e obra do Nobel da Literatura José Saramago que também recebeu o mais importante prémio literário da língua portuguesaPrémio Camões (1995). Façamos uma viagem à vida e obra do escritor considerado o responsável pelo efetivo reconhecimento internacional da prosa em língua portuguesa.

Morada: Largo Dr. António de Sousa Macedo, 7, Lisboa

 

Leituras encenadas

 

10 de Maio, 15h30 | Liceu P. Manuel

Estórias com Asas «Poesia em Pessoa(s)»

Abrimos a Mensagem para tentar encontrar um sentido para o glorioso passado de Portugal e a nação decadente do tempo de Pessoa. Abrimos a Mensagem e construímos uma ponte para os nossos dias. Através de Pessoa pretendemos descobrir pessoas camufladas dentro de pessoas, pessoas e mais pessoas. Uma viagem ao passado-presente, uma viagem à poesia, um encontro entre pessoas. Ou será só um encontro consigo mesmo? A partir de Mensagem e outros textos de Fernando Pessoa.

PÚBLICO-ALVO: a partir dos 14 anos; público escolar (3º Ciclo - 9º ano; Ensino Secundário) e público geral.

Morada: Tv. Convento de Jesus, Lisboa

 

17 de Maio, 10h30 | Escola das Gaivotas

Plasticena “Ler e Ler Ólarilolela”

Espectáculo criado a partir de livros como: 2Ler Doce Ler”, de José Letria, “ A Chapeuzinho Amarelo”, de Chico Buarque,  “O Livro sem Bonecos”, de B.J. Novak, “Os Lusíadas”, de Luís Vaz de Camões, “Poesia para todo o Ano”, selecção de Luísa Ducla Soares, Dicionário da Língua Portuguesa, da Porto Editora, “As Viagens de Gulliver”, de Jomathan Swift, “Constantino Guardador de Vacas e Sonhos”, de Alves Redol, entre outros.

PÚBLICO-ALVO: pré- -escolar e primeiro ciclo.

Morada: Rua das Chagas, 20, Lisboa

Peça de Teatro

 

21 de Maio, 11h30 | Claustros da Academia das Ciências

“Maria e Sophia”

Encenação de Cristina Cavalinhos – Alunos de Teatro da epi (Escola Profissional de Imagem).

Peça inspirada na obra “Maria e Sophia” de Rosabela Afonso. Este é um livro/peça de teatro que procura levar memória de um tempo doloroso - o do fascismo - que uns não conheceram e outros sofreram na pele, de forma muito intensa e sofrida, por essa razão lhes é dedicado.

Morada: R. Academia das Ciências 19

 

Feiras

 

3 a 31 de Maio: Mbooks – Praça D. Luís I 

 

30 de Abril a 15 de Maio: Feira dos Editores – Jardim Roque Gameiro 

 

19 de Maio: Mercado do Livro Usado - Príncipe Real